quarta-feira, 20 de março de 2019

MA: AÇÃO SOCIAL BENEFICIA FAMÍLIAS RURAIS DE DUQUE BACELAR


Com o apoio pessoal do prefeito Jorge Oliveira/PCdoB, dos secretários Benefrance (Adm. e Finanças), Domingos Lopes (Cultura) e Dra. Raquel (Assit. Social), do vereador Ribamar Aguiar e da Igreja Batista do município, na pessoa da missionária Jucicléa, o casal José Júnior e Kátia Fabiane Aguiar realizou um dia de ação social que culminou com a distribuição de cestas básicas para todas as famílias carentes do povoado João Dias.


Convém destacar que essa atividade é resultado do espirito solidario de Kátia Fabiane, que tem no seu esposo José Júnior o suporte necessário para compartilhar com os mais pobres o que o casal tem de sobra: humildade, respeito e estima.



José Júnior, que já foi vereador por vários mandatos no município é atualmente se destaca pelo relevante serviço que presta como secretário de infraestrutura, se respalda na liderança política que exerce e na presença constante junto às comunidades rurais de Duque Bacelar.





segunda-feira, 18 de março de 2019

MA: ASSOCIAÇÃO VIDA NOVA REALIZA ATIVIDADES COM PORTADORES DE DEFICIÊNCIA


Coelho Neto


FOTO: Divulgação
A Associação Vida Nova, atualmente presidida por Francisco Carlos Rodrigues, criada para defender os direitos e interesses das pessoas com deficiência, realizou no último dia 15, no Teatro Municipal, com o apoio das secretarias da Saúde e da Assistência Social de Coelho Neto e do empresariado local, atividades específicas com seus associados.

FOTO: Divulgação
O destaque ficou por conta do discurso do presidente. Ele foi enfático ao relatar os problemas enfrentados pelas pessoas com deficiência, citando o preconceito e a falta de espaços. “Não queremos, drama, piedade nem lágrimas de ninguém. Queremos respeito, atenção e amizade”, sublinhou.

A entidade já conseguiu muitos benefícios, dentre eles se destacam a aquisição de cadeiras de rodas, muletas, cestas básicas e próteses. 

Em parceria com uma entidade do Piauí, foram adquiridos calçados para amputados.

FOTO: Divulgação
Na oportunidade foi realizado o sorteio de vários brindes, conseguidos junto a comunidade coelhonetense.




MA: sobre os ataques verbais contra o prefeito de Duque Bacelar

FOTO publicada pelo portal leste maranhense

A corrida eleitoral rumo a 2020 nem precisou começar para que os ataques gratuitos contra políticos de mandato virassem um dos principais assuntos na internet.

O desrespeito e o falatório vazios foram disparados recentemente contra o prefeito da cidade de Duque Bacelar, Jorge Oliveira/PCdoB, por um suposto empresário, conhecido pelo nome de Antonio Roberto (Robertinho), através do portal leste maranhense. 

O mais lamentável é que as cusparadas foram publicadas sem que houvesse, da parte do blogueiro, o cuidado necessário de traduzir as reais pretensões do caluniador.

Para quem não sabe, Jorge Oliveira tem se destacado como o melhor prefeito desta região, em todas as áreas. Na Educação, a nota do IDEB superou a meta do governo federal; Na Saúde, mantém o foco nos serviços básicos e mantém todos os programas conveniados; Na área da Agricultura e Meio Ambiente, o município desponta como o maior produtor de alimentos devido os altos investimentos na capacitação dos agricultores e na infraestrutura, tipo: manutenção de estradas, construção de campos agrícolas e tanques para a piscicultura, além do sucesso na produção de hortaliças.

O mais lamentável são pessoas ressentidas, revoltadas ou magoadas conseguirem espaço na mídia para denegrir um gestor competente, esforçado e transparente do quilate de Jorge Oliveira.

Certamente, creio eu, esse tipo de gratuidade deva ter a participação intelectual dos que acham que o sucesso daquela administração municipal esteja atingindo seus propósitos. Aliás, se olharmos no retrovisor, veremos o quanto essas pessoas a quem, obviamente, o caluniador defende, foram nocivas ao município quando estiveram no poder.

sexta-feira, 15 de março de 2019

FILHOS DO CAPITALISMO E DA GLOBALIZAÇÃO

FOTO: Reprodução

Ontem (14), durante horas, estava eu navegando na internet em busca de repostas aos por quês daquele massacre numa escola de ensino médio, em Suzano/SP, e que resultou na morte de oito pessoas indefesas.
Em um dos acessos localizei um artigo intitulado: O JOVEM CONTEMPORÂNEO, publicado em 07 de Julho de 2012, por Erika Santos.
Segundo Erika (e eu acredito piamente), esse comportamento contemporâneo é um reflexo do mundo moderno, que com suas características interfere diretamente no modo de agir, de pensar e falar dessa juventude. Do ponto de vista da globalização e consequentemente da expansão do capitalismo, independente da sua condição social, todos são afetados.
Os jovens de baixa condição financeira sofrem com as mazelas da globalização, vivendo nas periferias, sem acesso a boa educação, ao emprego, a saúde. Vulneráveis as drogas e a todas as formas de violência, são diretamente afetados por sua condição social. Geralmente são oriundos de uma estrutura familiar fragmentada, quando muitos são filhos de mãe solteira, que precisa sair para trabalhar, deixando o filho sozinho. Outros têm no pai a figura de um homem ausente ou violento.  Estes pais nada mais são do que vítimas que geram vítimas do sistema.
FOTO: Reprodução
Este quadro social é refletido na vida escolar desses jovens, que muitas vezes não se interessam em estudar, não têm perspectiva de futuro ou de ascensão social. Quando frequentam a escola expõem ali o fruto da sua vivencia pessoal, apresentando perfis de violência, depressão e sentimento de revolta. Vistos de forma negativa e inferior pela sociedade, não encontram na escola o apoio que já é nulo na família, diante dessa realidade buscam no mundo do crime um refúgio e um modo de sobrevivência.

FOTO: Divulgação

Os poucos que idealizam um futuro promissor, melhores condições de vida e obtêm na família o apoio necessário para se tornar um cidadão ciente dos seus direitos e deveres, encontram no seu caminho inúmeras barreiras e poucas oportunidades. Diante das dificuldades alguns acabam desistindo e aceitando sua condição, outros com muito esforço seguem em busca do que almejam.
Analisando os jovens com boas condições financeiras, é perceptível que estes também são afetados pelo modo de vida do mundo moderno, onde tudo se encontra ao seu alcance: a boa vida, o carro importado, as viagens, as drogas, a violência, a AIDS, a depressão.
Esses jovens têm acesso a uma educação de qualidade, acesso à saúde privada, frequentam os lugares da alta sociedade, tem prestígio, podem conseguir ótimos empregos, fazem parte da elite. Sua estrutura familiar é planejada, com pai, mãe, babá... E é esta última quem geralmente acaba sendo o referencial familiar destes jovens, porque os pais estão ocupados demais aumentando suas riquezas e servindo ao capitalismo.
É irônico como as coisas se misturam e se confundem: a babá que geralmente mora na favela, que não tem tempo para sua família e que deixa seu filho na creche, acaba sendo o referencial familiar do jovem de classe média que tem os pais ausentes. Sem o apoio familiar o jovem fica depressivo, perde o rendimento escolar, se afasta da sua vida em sociedade e torna-se vulnerável ao mundo das coisas ilícitas.
Fica clara a compreensão de que o jovem depressivo, desmotivado, vulnerável, rebelde, não é aquele jovem filho de mãe solteira, que mora na favela e estuda em escola pública. Nem o jovem filho do pai rico, que paga a escola particular e todos os seus caprichos. 
Esse é o perfil do jovem moderno, filho do capitalismo e da globalização, vítima de um sistema que desestrutura a família e afasta as pessoas, aumentando gradativamente o sentimento individualista.
FOTO: Reprodução

A proposta é fazer com que o leitor reflita sobre essa realidade. Temos que admitir que a família brasileira é uma instituição falida e que o Estado é corresponsável. Isto ficou ainda mais evidenciado no caso dos assassinatos em Suzano.
Apesar disso, acredito que ainda haja tempo para a reconstrução.





quarta-feira, 13 de março de 2019

MA: BLOQUEIO DO FPM É CULPA DA GESTÃO ANTERIOR


MA: Bloqueio do FPM é culpa da gestão anterior
Mais de 50 por cento dos municípios do Estado vivem esse drama, patrocinado por prefeitos anteriores, os quais, no afã de prejudicarem seus sucessores, negociaram dívidas faraônicas com o governo federal nos últimos meses de gestão.
FOTO: Divulgação
Panorama
A basilar irregularidade verificada está no fato de os municípios descontarem a contribuição do salário do servidor e não repassá-la ao governo federal, para a regularização e acompanhamento do Regime Previdenciário.
A situação é considerada muito grave porque o valor arrecadado nas contribuições dos servidores precisa ser pago de forma integral e muitas vezes o gestor não faz o repasse ao Ministério, contraindo dívidas altas quando somadas à contribuição patronal. 
Inconteste, os prefeitos, que são os responsáveis pelo recolhimento das contribuições, não repassam os valores confiando no benefício de parcelamento.
De quem é a culpa
No caso atual, os problemas se acentuaram devido o irresponsável parcelamento de uma dívida com o INSS no valor de R$ 34 milhões, contraída durante os oito anos do governo Soliney Silva, a qual, impiedosa e irresponsavelmente foi negociada em parcelas mensais de R$ 600 mil, depois de sacar os recursos da previdência municipal, antigo FAPEM.

Os vereadores daquela legislatura também têm superlativa culpa nisso. Eles sabiam – ou pelo menos deveriam saber – que aquela atitude do prefeito era muito negativa para o município. Mesmo assim, não fizeram nada para impedi-lo, embora pudessem fazê-lo.

Efeitos

Lamentavelmente, a população é quem sofre os efeitos negativos da irresponsabilidade administrativa de gestores e vereadores gananciosos, maldosos, desonestos e desumanos.

Não é que eu queira dramatizar, mas, por trás da “boa vida” destes está um rio de sangue e lágrimas, fome, doença, desespero e amargura.

Todavia, o município tem a obrigatoriedade de investir 10 por cento do Fundo de Participação (FPM) na Saúde e mais 25 por cento na Educação.

Os recursos ora bloqueados, portanto, poderiam muito bem estar servindo para o pagamento em dia de servidores, fornecedores, recuperar estradas vicinais para circulação do transporte escolar e de ambulâncias, recuperar logradouros urbanos, ou ainda, melhorar o funcionamento das unidades de saúde.

Como não se indignar com a crueldade dessas pessoas que a vida inteira se aproveitaram da hospitalidade e generosidade do povo para lhes roubar a consciência?

De braços cruzados

O que se observa é que, assim como na legislatura anterior, os vereadores continuam de braços cruzados para o problema. Talvez pelo fato da maioria deles ter dado aval para o impiedoso parcelamento. Também é notório o entra e sai de vereadores na prefeitura tratando de interesses pessoais sem ligar para os que dependem direta e indiretamente do desbloqueio desses recursos.

Enquanto isso, a imprensa patrocinada pela Câmara “senta a ripa” no governo, fazendo valer o projeto dos que almejam a prefeitura a qualquer custo. Parecem mesmo concordar que o povo é deprimente, um estorvo, como descreveu Fernando Veríssimo em sua obra O POVO.


REFERÊNCIAS:
opopular.com
portalodia.com





sexta-feira, 8 de março de 2019

MA: CÂMARA DE COELHO NETO TEM NOVO CORREGEDOR

FOTO: Reprodução


O vereador Osmar Aguiar/PT foi indicado pelos colegas de parlamento para Corregedor daquela casa legislativa.

O parlamentar presidiu a Câmara durante o primeiro biênio de gestão do prefeito Américo de Sousa/PT.

Compete ao corregedor zelar pelo decoro parlamentar, a ordem e a disciplina no âmbito da Câmara Legislativa, realizar investigação prévia de qualquer fato que represente infração ao Código de Ética e Decoro Parlamentar e inspecionar, periodicamente, os processos referentes ás proposições apresentadas na Casa.

Ao que tudo indica, Osmar Aguiar vai ter trabalho. Caso queira, poderá, de imediato, investigar o caso da “Farra das Diárias”, episódio recente, sob a responsabilidade do atual presidente Marcos Tourinho/PDT, o qual, em pleno recesso do parlamento, beneficiou a si e mais seis vereadores, quando da participação desses na posse dos deputados estaduais, ocorrida no dia 1º de fevereiro deste ano, em São Luis.

Esse tipo de investigação é cabível, constitucional e conveniente, vez que pesa nas atribuições do Corregedor Legislativo o zelo pelo decoro parlamentar, a ordem e a disciplina no âmbito da Câmara, além da investigação prévia de qualquer fato que represente a infração ao Código de Ética, bem como inspecionar, periodicamente, os processos referentes às proposições apresentadas pela Casa. 

Resta saber se Osmar Aguiar terá realmente coragem para enfrentar a atual e famigerada Mesa Diretora.

MA: PREFEITO DE COELHO NETO INDICA NOVO LÍDER NA CÂMARA


O vereador Luiz Ramos/PSD agora será substituído pelo seu colega de bancada vereador Reginaldo Jansen/MDB.
FOTO: Divulgação

O Líder do Governo é o porta-voz da bancada e o intermediário entre esta e os órgãos da Câmara Municipal. Além disso, é papel do Líder do Governo ser o porta-voz do Executivo nos trabalhos do Legislativo.

No ofício encaminhado ao presidente da Casa Marcos Tourinho/PDT, o prefeito Américo de Sousa/PT enalteceu a atuação do vereador Luiz Ramos na liderança do governo durante o primeiro biênio da sua gestão, reconhecendo os seus esforços: “... obrigado pelos relevantes serviços prestados ao município de Coelho Neto, na liderança do nosso governo, nesses dois anos iniciais da nossa administração. Obrigado pela dedicação e empenho, pois o seu esforço foi, e é, fundamental para que os nossos objetivos fossem alcançados”, apesar do nosso gripo é o que diz a mensagem.

A partir de agora, o vereador Reginaldo Jansen será o responsável pela defesa dos interesses da administração pública, onde terá que conviver com o grupo da oposição, responsável pela derrota do vereador Osmar Aguiar à reeleição da Presidência do Parlamento Municipal.